Sala de Aula‎ > ‎Português‎ > ‎1-O que Ensinar‎ > ‎

Concepção de Linguagem

Provocação
Você ensina Língua Portuguesa ou Práticas de Linguagem?

Se você estiver alinhado com as atuais concepções de linguagem, deve ensinar os alunos a pôr em prática a linguagem, formando cidadãos leitores e escritores de uma cultura em que a escrita é predominante. Com base nas pesquisas desenvolvidas pelo filósofo russo, Mikhail Bakhtin, essas concepções têm como peças-chave a relação interpessoal, o contexto de produção dos textos, as diferentes situações de comunicação, os gêneros, a intenção de quem o produz e a interpretação de quem o recebe. Portanto, mais do que ensinar os elementos e as normas que compõem a Língua Portuguesa, precisamos ensinar as Práticas de Linguagem que vivenciamos em nossa língua materna. “O desafio é formar praticantes da leitura e da escrita e não apenas sujeitos que possam ‘decifrar’ o sistema de escrita”, resume a educadora argentina, Délia Lerner.

Ponto de partida
Concepções de linguagem alteram o que e como ensinar
Mikhail Bakhtin - O filósofo do diálogo

Palavra de especialista
A interação por meio da linguagem (por Cláudio Bazzoni, em vídeo)

Cronologia
Da Reforma Pombalina à publicação dos PCNs
Caso real: o que mudou ao longo de 24 anos de carreira

Expectativas de aprendizagem
O que os alunos devem saber ao final do 5º e do 9º anos

Mitos
Três equívocos sobre produção de textos

Na dúvida?
Qual a diferença entre língua, idioma e dialeto?

Comments